Academia de Ciências e Letras de Lafaiete abre edital para ocupação de vaga

A Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafayette publicou um edital para a ocupação de cadeira vaga na entidade devido ao falecimento de Nízio de Castro. Ele faleceu no dia 16 de novembro de 2018, em Belo Horizonte. 

“A vida acadêmica é verdadeiramente gratificante. A imponência da pelerine confere ao confrade e à confreira um elevado status de intelectualidade. Atrelada às habilidades pessoais, essa posição contribui muito para as letras, a cultura e a arte da nossa cidade. Mas junto dessa virtuosa realidade temos responsabilidades também grandiosas”, diz o jornalista e presidente da entidade, Moises Mota da Silva.

Brasão da Academia
Brasão da Academia

A documentação recebida pela entidade é avaliada previamente por uma comissão que vai analisar se o material atende aos requisitos descritos no edital. Estando tudo conforme, o processo segue para apreciação dos membros efetivos durante a assembleia-geral ordinária. Os votos são secretos e incinerados após a contagem. A posse ocorre em sessão solene em que o eleito é recebido por um de seus pares. “É um momento emocionante em que nos é entregue a pelerine. Junto dela vem uma gama de responsabilidades. Somos coroados como imortais”, explica o presidente. 

Os objetivos da Academia são: promover e difundir as ciências e as letras e organizar reuniões, eventos, estudos e pesquisas nessas áreas. Também faz parte das atribuições da Academia promover cursos e concursos científicos e literários e realizar edições com prioridade para trabalhos acadêmicos.

Dentre os instrumentos usados pela Academia para promover a participação dos interessados estão ações criadas para interagir com os cidadãos lafaietenses, instituindo e concedendo ou exercendo a chancelaria de prêmios, comendas, insígnias e similares, sempre observando a ordem por mérito dos participantes. De acordo com os princípios que norteiam a conduta dos acadêmicos e desta entidade, é vedado o posicionamento sobre questões raciais, de gênero, político-partidárias e religiosas em nome da Academia.

Posse de André Sanches Candreva.
Posse de André Sanches Candreva

Como prevê o Regimento Interno, os acadêmicos efetivos ocupam as 40 cadeiras simbólicas que compõem a ACLCL. Eles estão sujeitos às regras contidas no regimento e cada um deve cumprir as obrigações previstas nesse documento para se manter como integrante da entidade. Ao cumprir as responsabilidades confiadas ao acadêmico, a cadeira somente fica vaga se ocorrer o falecimento do seu ocupante ou caso o acadêmico decida pedir o seu desligamento.

De acordo com o art. 12 do Regimento Interno, os Acadêmicos Efetivos devem dar uma contribuição financeira à entidade por meio do pagamento de uma joia com valor corresponde a 10% do salário-mínimo vigente, além de contribuir mensalmente com 5% do salário-mínimo.

O regimento também traz os critérios para a participação dos acadêmicos nas sessões da Casa. Os membros efetivos devem participar de, pelo menos, 50% das sessões da ACLCL ao longo de 12 meses. As ausências e o descumprimento dos demais preceitos do Regimento Interno podem levar o membro efetivo a ser notificado para se justificar. Ao apresentar uma justificativa plausível e por escrito, o acadêmico evita o seu desligamento dos quadros da entidade.

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...